sábado, 20 de outubro de 2007

Quem não vem, que venha ou Agora só falta você...

Falta muito pouco
Para eu ficar louco
Insanidade compartilhada
Com toda a companheirada
Quero todos roucos
Numa alegria rasgada
Tão logo adentrem Pasárgada
E ponham seus imaginários pra fora
Se és dos sábios doidos
Vambora
E amanhã estaremos moídos
Narrando desconexos vislumbres vividos
E lissérgicamente percebidos
Tudo será mais uma coletânea de histórias
Mais açúcar para as nossas memórias
Uma apoteose de glórias
Afinal é bom saborear as vitórias
Afinal "é preciso viver
E viver não é brincadeira não"
Já diria o Paulinho da Viola
Então passa logo a bola
Que a meta aqui é a alucinação
Pela plenitude da festividade
Só faltará a vossa magnificidade
Para acariciar minha vaidade
Nesse dia de louvação
E sendo assim o caso
Faça favor de aceitar ser convidado
Na próxima celebração
Que contigo será um arraso
Comemorar mais um ano passado
Ano de imensurável satisfação...

5 comentários:

Camila Queiroz disse...

"Mais açúcar para as nossas memórias"

tenho mais amargura nessas memórias,açúcar demais enjoa...
teus textos carregam o doce certo.
é a dose açucarada da qual preciso.

Martinha disse...

Sem loucura, a nossa vida fica muito seca. Ou muito "sem sal"... xD
Beijo *

Joana Dalila Santos disse...

Viva o sal!

Intimo Misterio & Pequenita disse...

Minhas mãos na tua pele em lanhos do meu desejo.
Marcas púrpuras do teu beijo em meu pescoço.
O suor da tua pele no meu corpo.

Boa Semana

Kiss

Pequenita

www.intimomisterio.blogs.sapo.pt

Mah disse...

comemoremos o colorido da vida ou a dor do amor

o desabrochar da flor

e o lamento do cantor...