quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Coisas Passadas ou Aos heróis

No passado, eu segui meus heróis
Pois eram bravos, destemidos, corajosos
Belos, valentes, invencíveis e magníficos
Enquanto que eu... bem, eu não era nada disso
Eu era só o garoto que admirava os heróis
Como tantos outros garotos, admirando
Admirando tantos heróis
Como outros tantos garotos
Tímidos, temerosos, medrosos
Feios, covardes, derrotados e simplórios
Querendo ser um herói
Mas de que me servem esses modelos?
Por que seguir os caminhos do mapa?
Como os malditos heróis viviam amores?
Eu aprendi o que não sabia vivendo
Criando meus próprios caminhos
Cauterizando as feridas reais dos meus amores
Meus amores antigos, presentes e fictícios
De tudo isso, nada me restou...
Nem heróis.. nem amores.. só caminhos
E, por isso, não desanimo
Veja, lá no horizonte
Lá meus caminhos somem da vista
Dessa vez vou atrás dos meus amores
Mas vou sendo corajoso, bravo, destemido
Belo, inebriante, invencível e magnífico
E não vou seguindo modelos
Desta vez, vou desconstruí-los
Havendo batalhas.. e elas haverão
Eu as vencerei e meus amores estarão comigo
Pois este universo estará contido
Dentro de mim e por mim feito
Levando a cabo isso.. tudo consigo
Tragam-me os louros da vitória
Hoje sei que não estou perdido
Mesmo não sabendo para onde estou indo
Vou eu a pé, descalço, sorrindo
Lágrimas dos olhos aos lábios
Cabelo dançante ao vento
Um lenço, um beque e meus pensamentos
Esta é minha vitória.. minha vida
Livre das barreiras do tormento
Pense o que quiser disso.. mas pense
Pense por si só e seja pleno
Ame por si só e seja divino

3 comentários:

Annie disse...

Grita em eterna sinfonia
Agonia de contorcer
Tamanha luta de tanta mente
De tanto molde em cada ser

CatWorld disse...

bejoca! hoje estou sem inspiraçao!
nao precisas de ir a meu!
so vim dar-te uma beijoca!

Intimo Misterio disse...

Naquela noite eu disse: eu te amo

E acordei suada
Tua saliva pelo corpo
Mente nublada de sono

E levantei curada
Das marcas que deixaste em mim
Mas não sei bem se despertei feliz

Me encostei amuada
No teu peito e repeti: Eu te amo, eu te amo!
Naquela noite eu sonhei em preto e branco!

Bom Fim de Semana
By Intimo Misterio
www.intimomisterio.blogs.sapo.pt