terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Uma certa indecência ou [P]or que não?

Eu sei que gostas
Dessas unhas nas minhas costas
Arranhando tal qual anzol
Enquanto desarrumamos o lençol
Desalinhamos os cabelos
Completamente nús.. em pêlo
Saboreando nosso gosto
Enquanto desses pelo rosto
E atinge o meu pescoço
Sim, sou teu moço
E vim te deixar louca
Vim deslizar a minha boca
Para que grites
Até ficar rouca
Não duvides
Toda indecência, contigo, é pouca
E esse teu cheiro
Me deixa faceiro
Enquanto danças em minhas mãos
Pra que a cama
Se temos o chão
Pra atiçar as chamas
Já que sois a lenha
Pro meu fogo acender
Enquanto bebo-te a alma
Com a devida calma
De quem quer se perder
Nessas coxas
Deixar as vontades frouxas
E desfazer os nexos
Deixar os decentes perplexos
Refazer nossos sexos
E ter sempre no meu vivido
Algo que nunca sonhei ter tido
Mais que prazer
A magnificência do teu gozo em meu ouvido...

21 comentários:

Gabriele Fidalgo disse...

Uau!!
Eu chamaria isso de 'devorar'. E aliás, adorei o título!!

Gostei muito mesmo desse post.

Ps: Across the Universe está na minha lista dos favoritos. Primeiro pela história, e em segundo lugar pela música, é claro.
Você já viu?

beijo

Mah disse...

l
i
n
d
o

=]

•°_кαh•°_ disse...

Nossa!!
Que post mais "Caliente" não?!
XD
Indecência?! Porque não né?! É bem natural...
Adorei bastante o seu post!!!

Bjão!!!

=*

disse...

Uau! Uau! Uau!

Caliente!

[P] disse...

Ui! Golpe extremamente baixo, tá?

Então o negócio é publicar post "indecente" que gere revides como este... tá, aprendi.

Praticamente escrito a quatro mãos, não? Eu, na condição de dona do post-provocação e do post-revide, particularmente, gostei muito [modesta, como sempre, tsc!]

Diva disse...

Ta!! Assumo!!! Desta vez te superaste! Pegaste no meu mundo e fizeste dele uma bola de sabao soprada nas palavras...delicioso ler-te.
Bjs meus

Tayná. disse...

só preciso de um abraço
e um cigarro
e uma boa soneca
depois de coisas assim.

Martinha disse...

Um texto um pouco "caliente", como já foi dito...
Mas reflecte uma forma de amor... ;)

Beijo *

Gabriele Fidalgo disse...

Mas então quer dizer que além de escrever muitíssimo bem, você também possui 'referênciais beatlemaníacos'? rs Seria uma ótima companhia para ver esse filme incrível.
Aliás, sabia que além do filme, existe também uma peça que se chama 'Beatles no céu com diamantes', que é totalmente inspirado nos quatro garotos de Liverpool?

Volte sempre aos Campos de Morangos.
beijos

Lara disse...

Indecente? Sim...
Porém de muito bom gosto!
Dá para ficar corada lendo isso!
Boa noite!!!

AMMedeiros disse...

Sublime!!!


Um beijo

Gabriele Fidalgo disse...

Ah e você gosta daqui de Sampa?
Tem muita gente que critica e diz que é uma loucura e tal, mas eu adoro.
Aqui é o contrário. Eu moro aqui na capital e a minha mãe é quem mora no litoral. Itanhaém, sabe?
Mas você é daqui ou daí mesmo?
[gente, como sou curiosa.]

E poxa, obrigada pelo seu comentário lá no Versos de Falópio.

beijos

Bianca Feijó disse...

Noooooossa!
Que sensualidade!

Que inspiração hein colega?!

Beijos!

Gabriele Fidalgo disse...

Ahh conheço o bairro da Saúde.
É, muitos reclamam que São Paulo Sufoca. rs É compreensível.
Eu amo aqui, mas tenho muita vontade de conhecer lugares novos. Sei que aqui não é o melhor lugar do mundo. Aliás, o melhor lugar do mundo pode ser 'Strawberry Fields Forever'. E se conhece a história dessa música deve saber.

Qualquer coisa me add no msn.
É gabi_fidalgo@hotmail.com


beijo

camiles disse...

ui, que tesão!
:*

Anônimo disse...

Uau!
L
i
n
d
o
!
Nossa!
Ui, ui, ui e tem rima!
Feijão-com-pão.

Cineasta 81 disse...

To precisando de uma mulher desse tipo ai!

Ana disse...

Vi vários comentários poéticos seus em diversos blogs, sempre fiquei curiosa...aí, vim parar aqui e não estou com vontade nenhuma de sair...
Bela a sua poesi!
Abraço,
Ana
PS Tento, às vezes, expor minha alma, quando der, passa lá no meu cais...

Juliana disse...

Delícia.

Bianca Feijó disse...

Oi meu querido!

Passei aqui para ver se tinha um novo texto...vc vícia!

...aproveito então a convidá-lo a ler o meu texto que talvez deixe por um bom tempo, talvez...rsrs.

Beijos!

Tâmara disse...

E eu me pergunto, por onde eu andava?