quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Voltas, revoltas e reviravoltas ou Interstícios da matéria

(Primeiro ele pousou. Depois escondeu as asas, porque sempre chamavam atenção demais. Prendeu os cabelos, afinal o vento soprava forte. Expremeu-se entre a multidão que acotovelava-se sobre o chão enlameado. Não gostava das pessoas.. não gostava do lugar.. mas gostava da música e veio crendo que isso bastaria.
Logo na entrada um segurança apalpou as periferias de seu corpo. Sorriu o sorriso de quem pode abusar falando..) - Esvazie os bolsos...
(O tal segurança de olhos amarelos abriu um sorriso branco quando viu dali sair alguns papelotes.. restos de papiro de uma cópia em aramaico do antigo testamento, um par de pederneiras, um sachê aromatizado e pequenos pacotes de ambrosia...) - O que é isso aqui? Não pode entrar com papel não...
- Ah não? Oras, que coisa.. pode ficar então, eu tenho algumas outras cópias...
- Ceeerto.. (disse o segurança em tom desconfiado, enquanto quase mesclava-se àquela escuridão bruxulenta..) Posso ver seus documentos?
- Eu não tenho documentos.
- Como não tem? Sem documentos não entra...
- Mas eu já paguei pela entrada... (ele mentiu como quem diz a verdade..)
- Sem documentos nada de entrada. (disse convicto e vitorioso com um certo brilho nos olhos amarelos..)
- Entendo.. isso serve? (e ele estendeu para o rapaz dois pequenos bastonetes que cheiravam à canela indiana..)
- Que porra é essa? Tá de sacanagem com a minha cara?
- Não creio que eu me dispusesse a tal feito. (ele disse enquanto o segurança cheirava os bastonetes..)
- Ei William olha só esse figura aqui... (e aproximou-se o supervisor tão mal-encarado, quanto o segurança de olhos amarelos, mas muito maior..)
- Qual o problema aí?
- Ele não tem documentos e ainda trouxe essa merda aqui.. (o brutamontes tomou os bastonetes e também os cheirou..)
- Isso é maconha gringo?
- Não.
- Bem, isso não pode entrar e nem você sem documentos. (William sorriu como sorrira o primeiro segurança..)
- Talvez exista algum substituto.. (ele disse em seu íntimo começando a se impacientar com aqueles tolos humanos..)
- Leia meus lábios, gringo. D O C U M E N T O C O M F O T O!!! (disse William abaixando-se e falando próximo o suficiente para que ele sentisse o cheiro desagradável de suor..)
- Oh sim.. vocês desejam um documento com foto. É claro. Aqui está... (e abrindo a mão esquerda deixou ver um pequeno prisma..)
- Tu tá maluco, doidão? (disse William enquanto o primeiro segurança ria..)
- Ainda não. (ele sorriu, enquanto as almas dos dois esvaiam para o pequeno recepiente, deixando-os estáticos.. invólucros de carne vazios...) Com sua licença.. (e passou por eles, enquanto a pessoa seguinte na fila caminhava feliz por finalmente poder entrar, já levantando os braços para ser revistada... dentro do prisma, antes translúcido, agora levemente fumê, as almas gritavam sem que ninguém as escutasse... ele colocou o prisma no bolso, junto ao sachê e à ambrosia...
Deu uns passos em frente, caminhando em direção à música barulhenta e reverberante... assoviava uma canção de um show de antigamente.. não se faz mais shows como antigamente...)

"Nem de vitória
Nem de derrota eu falei
Tudo o que eu quero é ouvir o povo a cantar
Pra consciência é que eu não posso mentir
Pois meu travesseiro não me deixa dormir..."

6 comentários:

[P] disse...

Tivesse ele optado por outro lugar e os contratempos seriam menores, além do que, quem sabe, haveria até companhia agradável para se dividir um prisma, e então as companhias se completariam por si mesmas...

Uma viagem digna de sua pessoa, este texto, homem!

Gabriele Fidalgo disse...

Olha, eu tenho que concordar com o que disseram aqui em cima.
Mas tomara que tenha sido realmente muito bom o seu Carnaval.
E o texto está delicioso!


beijo

Martinha disse...

Uma entrada um tanto ou quanto atribulada... Mas quem espera sempre alcança, e a verdade é que a pessoa conseguiu o que queria. xD
Beijo *

Juliana disse...

Rá!

Que otimo essa...
Vou procurar um prima desses por aí....
Tem dias que tô a fim de colecionar almas no bolso.

Estou voando, já, depois de suas palavras...
Beijo

Diva disse...

Caminhos... nem sempre o mais complicado e o pior...delicioso preciso procurar algo assim rsrs.
Bjs meus

P.S. Acabei de me derreter ( com o teu comentario hehehe k ninguem me oica)

disse...

Engraçado!