segunda-feira, 18 de junho de 2007

Nunca achei que ia amar um carro...

Sabe, como já dito, nunca achei que ia amar um carro
Nunca fui desses meninos aficcionados por carro, fórmula 1 e tudo mais...
No máximo, era um apreciador de corridas de tampinha (que, infelizmente, é uma arte em extinção por sinal)
Demorei quase um ano pra tirar carteira até, já próximo dos 19 anos... uma história aliás que espero lembrar de contar aqui um dia...
Mas eis que então tive meu primeiro carro.. o Po-po-ssante.. um gol velho, 86, a alcool, daqueles que pra pegar faz po..po..po..po.. risos.. coitado, penou na minha mãe.. bati muito ele (3 vezes) até aprender a dirigir..
Depois veio o Versailles 94, que tinha sido do meu avô, do meu pai e finalmente meu..
Daí ele foi roubado..
Até escrevi aqui sobre a decepção do roubo.. ô sensação ruim..
Pois então
Acharam ele ontem..
Risos
Isso mesmo, acharam ele ontem..
Lá estou eu em casa.. 15 para meia-noite.. a digitar minha qualificação do mestrado (que já está bem atrasada por sinal..).. toca meu celular.. levanto.. vou atender..
- Alô.
- Alô. Senhor Jorge?
- É ele!
- Aqui é o sargento Simões. O senhor teve um versailles prata roubado..
(Coração que dispara) - Isso. Eu mesmo. Foi. Roubaram... quer dizer.. furtaram.. por que? (hora em que fazemos perguntas bestas.. risos)
- Nós encontramos o seu carro..
- Sério?!? Onde????
- No Núcleo Bandeirante.. vou passar o número do sargento que o encontrou..

E assim lá fui, sorrindo de orelha a orelha, recuperar meu carro..
Estava ainda mais descascado.. tinha mais terra dentro que o saara, as rodas eram outras, não estavam lá nenhum dos 60 livros que tinha lá dentro.. o painel mexido.. o forro da porta arrancado.. mas.. mas.. estava lá.. meu carro.. meu carrinho.. dei a partida.. ligou.. e naquele instante, abraçando o volante.. eu descobri que amava ele.. risos
Que coisa né.. vivendo e aprendendo.. até a amar um carro...

9 comentários:

tayná. disse...

ah, o carro
pobre coitado
todo depenado
mas tão amado
ah, meu caro
que sorte tem esse carro
pois cabe nos teus braços
e te leva sorriso à boca
e que ele te leve
para o sol
e à lua
dê amassos no banco de trás
com tua amada
vestida ou nua
ah, que muitas alegrias venham
e que ele também colha tuas lágrimas
que se suje de cinzas
e encha de garrafas
ah, carro!

Lynn disse...

noussa... fico tão mas tão feliz por vc!
vai dando um jeitinho nele, cá e lá... o que importa é andar por aih... chegar onde se quer chegar.

beijos irmão

Lynn disse...

postei pra resolver o diálogo poético

•Isamara Paes disse...

ai,que lindo.
adorei.
vai que tu consegui...

com jeitinho
arrumadinho
com carinho
luxuosidade
ternura
tu muda ele do jeito que queres.
confesso que já me apaixonei por uma bicicleta.
ai,saudades dela.

tayná. disse...

no sono da minha mudez
encontro-te lá, passeando
corro ao teu encontro
te murmuro no ouvido
agarro as madeixas
e coço a barba
adentras o meu mundinho
tão reverborante que me assanho
agarro as poesia e faço dela manto
para cobrir as chagas
chagas essas já curadas
por tuas mãos mágicas
e tuas palavras incessantes
teus delírios inebriantes
tão constantes quanto a saudade em minha boca
e corro a rua
contigo do lado
feito louca
peito alado
quero pra sempre
o teu gosto
no meu prato.

Cátia Margarida disse...

oh que maravilha :D seu carro desaparecido... amar um carro, eis algo que nunca me aconteceu mas que deve ser bem engraçado :)
Gostava de receber desses telefonemas em que recuperamos parte da vida... tanto que me podiam devolver: braços, pernas, pedaços de alma... quem sabe! Talvez um dia me telefonem tambem e digam:
- hem, senhora catia margarida, tenho aqui as suas pernas. Pode passar por ca para as pegar?

quem sabe...

Para você o que você gosta diariamente disse...

dei um jeito meio tosco, mas dei...

Lynn disse...

Grande hermano... furei sem furar, já avisei que não ia... rs
Mas como vc disse, domingo é nóis... hoje vou beber no friday's com primos de amore... amar faz um tanto bem. e depois te conto algo bom.
o cabelo eu entrei um pouco em crise... mas no findi vc avalia. uahuahauah

bom reggae pra vc! queria ir mas a grana tah curta. o fridays aceita meu ticket restaurante. então lá vou eu. rs

beijaooooo

amordemadrugada disse...

Um carro, um cão, um lápis, uma tee-shirt velha..
Se te pertence por algum tempo e depois vai embora!...Fica uma coisa, cá dentro!...
Amar qualquer coisa...é sempre bom...desde que se ame!

Flores amarelas pra voce...