segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Seco ou Perspectivas de um retirante da vida na beira do ponto de encontro de todos os caminhos...

Assim
Seco
Cerco
Perco
De mim
Um sem fim
Seca
Cessa
Nada que impeça
Mas peca
Disseca
Cada peça
Com a costumeira pressa

Seca
Seco
Eco
Se



Treco


De nós
Sem voz
Sois
Pois
Poeira
Atroz
Areia
Seca
Cerca
Seco
Esterco

Seco
Seu
Colo
Seco
Solo
Coseu
Seco
Correu
Pólo
Ser
Dolo
Seco
Sem cor
Seca...

12 comentários:

Tâmara disse...

Poeta,
No meio de tanto deserto
Dexuvê!!
Deixa!
E que molhe
Que Mele
Que bole
Que meleque e
Revele
Que Pingue
Muita pinga
Gota
E mais gota
Em todas as ostras
E nas outras também
Mas, deixuvê!!
Que é no molhado que
Eu vou!

(risos..)

Marina Mah disse...

se
seco
sinta
a brisa
e dela
retire
a umidade
precisa

segue
a vida
na lida
doída
e cada
caída
continua seguindo...

"segue o seco sem sacar que o caminho é seco
...
sem sacar que seco é o seco só..."

Salve sempre!

Aline disse...

Se
eu
soubesse
sentir
como
tu sentes,
escrevia
assim
sempre
com
tanto
sentimento
soterrando
a
cegueira
do
não
saber
:P

Bjm

Yara disse...

é sua
a aliteração
salgada sinestésica
que seca minha sede.

Tata disse...

Seco, seca, molhem-se. Molhem-nos, regados de amor, compartilhem tal regalo alheio.
Reguem-se.

Gabriele Fidalgo disse...

Deixa chover e se deixe molhar. chuva, amor, calor, água.

beijoos! :**

Mah disse...

todo mundo pensou em "segue o seco, sem sacar que o caminho é seco..."

vou brincar também:

segue o seco companheiro
pois saiba, o caminho nunca é só
muito mais de um poeta sábio
que sabe sentir
a sutileza da ser

segue o caminho companheiro
porque a seca serve de inspiração
seja a seca da savana, seja do sentimento
seja da saudade ou da solidão...

Tata disse...

Hahaha, nessa vc caprichou, viu?

caicko disse...

Unidade. Umidade. Uma idade.
E a lágrima seca que já não
escorre: evapora dos poros meus.

Ótima semana.

ALBERGUE MENTAL
http://caioalbergue.blogspot.com

su ellen. disse...

- Toda a rima pra ser assim bem rimada, além de um rimador encantador, precisa mostrar o que só é visto com a alma! :] HAHA ... consegui! logo eu que sou péssima com rimas ... Salve Jorge! volte sempre :*

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Seco
quando fecho as portas da emoção
quando a razão domina
quando perco a sina
do que me faz viver.

Choro
molho
lágrimas me devolvem chão
regam o solo da paixão
rasga-se o céu num clarão...

Eu vôo!

Aline Aimée disse...

é da aridez da secura que nasce a presce vívida por uma existência mais úmida, ainda que sangrada.