terça-feira, 12 de agosto de 2008

Desafio ou Toca Raul!!!

Dona Tâmara, do Intimidade (vulgo Intamaridade aí do lado..), passou-me o dever de responder esse trem aqui, escolhendo um cantor(a) ou uma banda e responder as perguntas com os títulos das canções.... como eu sou daquela galera que enverga mas não quebra, os que gritam TOCA RAUL até em show de Orquestra Sinfônica e festinha de criança, vamos lá, Raul Seixas!

1 – Descreva-se: Carpinteiro do universo / Eu Sou Egoísta
2 – O que as pessoas acham de você
As que me conhecem: Maluco Beleza / Metamorfose Ambulante
As que não me conhecem: Banquete de Mendigo
3- Descreva sua ultima relação: Faça, Fuce, Force
4 – Descreva a sua atual relação: Coisas do Coração
5- Onde você queria estar agora: Mata Virgem
6 – O que pensa sobre o amor: A Maçã
7-Como é sua vida: Rockixe
8 – Se tivesse direito apenas um desejo: S.O.S
9 – Uma frase sábia: Quando Acabar o Maluco Sou Eu
10 – Uma frase para o próximo: Tente Outra Vez!

10 comentários:

• predicativa disse...

salve, salve Raul!
conheci um carpinteiro do universo, num passado próximo..

Tâmara disse...

È nao é atoa que te chamo de Poeta Valente...Pirar assim em Raul é coisa santa...dessas que só quem curte saca!

Teve uma noite em que eles amaram muito. Bem na fundeza do ser...deu ate pra sentir. Eram eles me fazendo!...Mamita dizia que eu mexia muito dentro dela...E ela me sentia muito...muito mesmo. Porque eu mexia...fazia rebuliço dentro dela, fazia festa na essência dela. Quando ela me pariu, ela disse que nao sentiu dor.E que tinha certeza que eu seria uma mulher pra sentir. E nao sabia que nome me teria. Meu papito ja lunatico de tudo quis que eu me chamesse Gita. Mamita se opos a ideia e me batizou com um nome de fruta.

Mae, voce tava certa...eu nao sou de doer. Sou de sentir e de deixar que sintam, de se fazer sentir...

Sempre me senti Gita...

Eu sou a vela que acende
Eu sou a luz que se apaga
Eu sou a beira do abismo
Eu sou o tudo e o nada...

Por que você me pergunta?
Perguntas não vão lhe mostrar
Que eu sou feito da terra
Do fogo, da água e do ar...

Eu sou a dona de casa
Nos pegue pagues do mundo
Eu sou a mão do carrasco
Sou raso, largo, profundo...

Mas eu sou o amargo da língua
A mãe, o pai e o avô
O filho que ainda não veio
O início, o fim e o meio

*
*
*

Amigo, valeu!

Lara disse...

Só você mesmo, viu?
Ficou muito legal, parece que os títulos foram feitos sob medida para você (mas não acho que vc é banquete de mendigo)...
Boa semana moço!
Bju

Maria Muadiê disse...

Ficou massa, Jorge. Também adoro Raul.

Martinha disse...

Ah, esse desafio é muito interessante! :)
Eu também já o fiz, com músicas dos Clã, uma banda portuguesa que também têm sons muito bons.
Beijo *

Shitagi disse...

Olá.

Guria disse...

Raul não tem igual mesmo... Deus o livre
Tentarei outra vez sim.
Mas uma vez na verdade.

Beijinhos

Mah disse...

uai vc saiu do orkut? as fotos estão lá (algumas claro)
mas acho a idéia da cerva boa de qq jeito

=)
=*

LIRIS LETIERES disse...

TOCA RAUUUUULLLL!!!!!!!!!!!!!!
Bom Blog.

Stive Ferreira disse...

Olá,
também sou daqueles que gritam "Toca Raul" até em bailinho da terceira idade, então não pude deixar de perceber que vc fez um "trocadalho do carilho" com Banquete de lixo e Diamante de mendigo, não sei se foi proposital, mas de qualquer forma fica o registro...

Abraço