sexta-feira, 4 de julho de 2008

Possibilidades ou Basta deixar tudo soando bem aos ouvidos...

Verso
Ou prosa
Com ou sem rima
Disperso
Coisa grandiosa
Me anima
Palavras
Silêncios
E algo mais
Nos intertícios
Do que lavras
Construtos
Reproduções
Ímpares
Bebendo em tradições
Fazendo de universos seus frutos
Díspares
Indissocialmente equilibrando-se nesse imponderável inabarcável do imaginário subjetivo de cada tímpano vibrante
Que vibra
Desequilibra
Sou de libra
Mas fiz tambor dos pratos
Curto baratos
E sonoridades
Alardes
Coisas que ardem
Que invadem
Devassam
Desembaraçam
E me permitem ver grandes corpos gasosos queimando a incomensurável distância de mim como um singelo presente do acaso às minhas possibilidades
Deixei de verdades
Entendo agora as parcialidades
E mesmo indo a mocidade
Reverbero tudo o que recebi
Poetizo tudo o que vi
E o que não vi
Mas poderia ter visto
Ou não
Eu apenas insisto
Que nessas metáforas que listo
Tudo não passa de um mero valseio
Uma sequências de palavras que entremeio
Um modo de sinuosamente trazer seus sentidos a esteio
E só então
Quando atentei para a questão
De estar conduzindo a sua percepção
Irás perceber que tudo isso que eu disse
Foi para que essa sonoridade ao lado você ouvisse
Agradecido pela passagem
Desejo-lhe boa viagem
De bela paisagem
Que isso tudo
É só miragem...

9 comentários:

fadazul disse...

olá passando para lhe desejar bom find, estou apressadinha, voltarei
bjks

Glaucia disse...

Lindo demais...
Etéreo...
Intenso...
Poesia e encantamento
A alma de Jorge...
Beijão.
Glau

Lígia Carvalho disse...

A minha paisagem é incontante e verde na janela de carros, ao som de musicas de tempo atrás...
Me lembra uma viagem....

Jaqueline Lima disse...

"Não direi que a tua visão desapereceu dos meus olhos sem vida..."

"A Miragem" - Vinicius de Moraes...
Há muito estes versos me acompanham e, cada rescitar eles tomam o ambiente de forma diferente. Miragens são sempre miragens. Mesmo que essa palavra nos remeta a sentidos diferentes a cada dia. Como diria Proust, devemos não procurar novas paisagens mas ver as mesmas com diferentes olhos. Atingiste o meu real siginificado de miragem: hoje.

Aline Aimée disse...

caleidoscópia essa viagem. quase ouço ao fundo "picture yourself in a boat on a river..."
pega a palavra e faz um parangolé!

Lara disse...

Mas se uma miragem pode saciar alguém seria mesmo só uma miragem???

Amo a forma como escreves.

Bom dia moço!!!

Nathália disse...

O que me atormenta é o fato de nem sempre saber o que é miragem e o que é real.

Beijo!

Desajustada disse...

salve Jorge!
como sempre seus textos me apaixonam..

beijos

Aline disse...

O texto casou perfeitamente com a música, a batida... Amei!

BJm