terça-feira, 8 de abril de 2008

Estou perdido ou A vida é a arte do encontro

"A vida é a arte do encontro
Embora haja tanto desencontro..."

- Estou perdido...
- Perdido?
- Perdido...
- Você?
- Sim.. eu!.. Perdido..
- Estranho...
- Eu sei... mas na verdade já não o é tanta assim...
- Ia dizer que voê parece bem aí pra mim.
- Mas não estou...
- Como não está? Eu posso pegar em você.. veja...
- Mas isso que você pega não me é de todo...
- Ah é? E o que te seria que não isso? Seu espírito?
- Não.. meu espírito eu penhorei a tempo demais pra fazer qualquer diferença...
- Claro, claro.. posso fazer só um parenteses rapidinho.. valeu.. hoje você tá muuuito estranho... continuando.. e onde você está então?
- Não sei.. como comecei a dizer.. estou perdido..
- Perdido de você mesmo?
- Ora se não é só de mim que poderia sê-lo...
- Precisa de ajuda para procurar?
- Seria um tanto inútil a bem da verdade...
- Faz tempo?
- O que?
- Que está perdido..
- Não.. nem tanto.. eu poderia lhe dizer que uma década, mas seria leviano.. poderia dizer que a 3680000 trilhões de gerações de bactérias A5V7 mas seria rebuscado e barroco...
- Você está realmente estranho hoje... mas e então vamos procurar?
- Já lhe disse que é uma busca sem sentido...
- Ouvi dizer que estas são as melhores.. aquelas que duram uma vida inteira..
- Ou mais...
- Pois é...
- Das que pra aguentar só com boa companhia...
- Era o que dizia aquele sambinha...
- Não.. ele dizia que sem um cigarro, uma cachaça e um carinho ninguém segura esse rojão...
- É mesmo... bom, aceita a companhia sr. Perdido?
- De muito bom grado.. é por cá o caminho da perdição... além da cúpula do trovão nas imediações de Pasárgada... mas aviso que vai ser eterna errância..
- Então nós teremos muito o que conversar....

"Não sei onde eu tô indo
Mas sei que eu tô no meu caminho..."

31 comentários:

SAMANTHA ABREU disse...

a vida é a arte do desencontro, eu acho.
;D

diálogo booommm...
um Beijo!

Gabriele Fidalgo disse...

Querido, Jorge
super obrigada pelos comentários desejando melhoras ao meu avô e tal. Ando meio sumida. Estamos dando um jeito da pueira abaixar.

E como sempre, arrasando com as palavras. Parabéns, de novo! :]

Lorita disse...

Perder-se às vezes é melhor do que achar-se!
Mas em todo caso, procura vc dentro do armário, tá? rs...

Bjm

Kika disse...

Salve Vinícius! A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro nessa vida!
E eu encontrei seu blog... viu?

Desajustada disse...

interessante...
a eterna busca de equilibrio.
:)*

Martinha disse...

Por vezes precisamos de nos perder, para nos encontrarmos face à vida!

Beijo *

Bianca Feijó disse...

Não sei para onde estou indo e tampouco sei o meu caminho...

E perdida deixa vc a nós com seus intensos textos!

B.E.I.J.O.S

forever disse...

...e não me siga que também estou perdida.. rs
mas tenho fé de encontrar o caminho, ou de me encontrar pelo caminho, ou de encontrar qualquer coisa que me faça vislumbrar ou reconhecer o que procuro. que vc encontre também. bjos

Mah disse...

"A vida amigo, é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida..."

e nesses desencontros, a gente vai bebendo, fumando e se amando, porque sem uma cachacinha, cigarrinho ou carinho ninguém segura o rojão!

"Deixe-me ir preciso andar, vou por aí a procurar, sorrir pra não chorar..."

Kika disse...

Viu como a vida é a arte dos desencontros? Se o conto não fosse conto poderia ter sido um grande encontro, mas sendo conto, desencontro fica sendo. E por onde vc fez a vida parecer encontrada?

Clau[dia] disse...

Legal escrever por diálogos.
Perdido, muita gente está e ñ sabe.
De qualquer forma, quem disse que tem-se que achar?

:}

Lorita disse...

Oieeeeeee
vim aqui de novo só pra ouvir a musica! :D

bjm

TOOP disse...

Perdido na cidade de ninguém.
"meu espírito eu penhorei", nada resumiria melhor as coisas por hoje.
...
;)

SAMANTHA ABREU disse...

;D

Alê disse...

Estou no palco vida. Salve!

magie disse...

Espero realmente que chegue lá. Não no fim do caminho, mas no encontro de si. Pois de si mesmo apenas encontrará o que já foi e não o que se é.

Beijos...

magie disse...

Yes, people are strange!

666 disse...

E num grito imenso tomou posse do que nunca deixara de ser seu...

Welcome to hell!

Juliana Caribé disse...

Eu estou perdida. Quer me ajudar a me encontrar?

Marrie disse...

Salve, salve......... sr. Perdido!!!
Adorei este diálogo e o seu desfecho, mas adorei ainda mais o teu comentário inusitado nos meus "segredos"! rs
bjs e bom fds

Gorfo disse...

Será que só eu entendi que você está perdido SEM querer se encontrar? E que essa é a beleza da coisa? Bom, devo estar perdido... E viva a identidade nômade...

Camilinha disse...

anda perdida, essa vontade...
de sonhar...

beijos daqui...

v.p disse...

consciência, essa traidora indiscreta dos nossos delírios, essa falsa amiga que nos desnuda na frente da realidade. consciência pagã, sem fé e sem Deus, que espanta anjos e demônios das nossas viagens profundas... consciência que insiste em nos mostrar perdidos, nos encontrando sempre, espreitando,vigiando para que não se possa esquecer que o encontro somos nós onde estivermos, até que a loucura nos aliene e transporte para a dimensão do nada. Muito legal seu diálogo...

Elisa do Vale disse...

Estas perdido? Mas nem parece! Ora bolas, tanta gente...que nem percebe! Que o caminho é sempre, eterna transição e se cabes em diversos, estais mais achado que alguns outros que andam por a cá e acolá...rsrsrsrs...

e gratissima pela visita!
bjins

Krika disse...

Tudo depende da história de cada um. Para aqueles que encontraram alguém especial a vida será a arte do encontro, caso contrário... Mas as vezes se perder é importante para resgatar velhos valores.

Beijão!*

Marina Mah disse...

Salve Jorge!
Tenho visto seus comentários em alguns blogs que frequento (e que geralmente renovam minha alma...)e gosto da forma como vc comenta. Resolvi então vir, em meio a essas virtualidades, te "conhecer pessoalmente".
Ainda procuro me encontrar... Enquanto isso, vou me encontrando com as pessoas pela vida... Cada uma, um caminho!
Salve salve!!!

Cineasta 81 disse...

Diálogo burlesco heheh.
Bacana

Diva disse...

Pra que se encontrar? Quando � no estar perdido que a gente se pede sem precisar procurar o encontro... encarrar-me nas muralhas do (teu) desencontro � esquecer que somos marionetas de trapo na vida � beber fascinada as palavras e processar o dialogo na alma de ser errante sem fazer do encontro uma necessidade de ser. Esvoa,car abra,cada ao sonho � o �nico momento de companhia possivel. Palmilhar o caminho � de bom grado o que mais gosto. Estranho? Nem tanto!!! A liberdade de tudo ta na busca dos sentidos sem necessariamente procurar sentido nisso.

N�o sei onde eu t� indo
Mas sei que eu t� no meu caminho..." dirias tu!

Bjs meus

Ana Laura disse...

Sim, vou-me embora para Parságada, lá eu sou amiga do rei.

E páre com essas rimas porque elas vão me atrair e eu virei aqui todas as vezes que você for lá, e por assim dizer, vou perder o meu tempo de morrer.

Obrigada pela visita.
Beijos.

Juliana disse...

lembrei d'uma musica de Takai
"toda vez que tento me perder
acabo me encontrando perto de você"

NOA disse...

Esse diálogo foi feito pra mim... sou eu e a Noa, aquela que nãoconheço bem, conversando como velhas amigas...

Muito obrigada