segunda-feira, 8 de junho de 2009

Boas energias...

Segunda passada fui com meu pai a um terreiro. Não exatamente um terreiro, mas confesso que não sei o nome técnico agora.. mas é um desses lugares onde se faz cirurgia espiritual. Meu pai vai lá agora com certa constância pra fazer uma radiologia espiritual. Pra quem não sabe, meu pai está com um tumor no cérebro. Mas esse não é o "x" da questão...
Meu pai sempre foi um cara cético. Não que tivesse desprezo por Deus ou pelas religiões.. sempre respeitou a todas até onde eu sei. Jogava rosas brancas no mar pra Iemanjá no ano novo e pequenas outras coisas, mas sempre adorou dizer: "sou ateu, graças a Deus.." Eu sempre achei graça e de certa forma isso sempre teve bastante impacto na minha religiosidade particular.
Mas desde o câncer, meu pai passou a se importar mais com essas coisas. "As pessoas tendem a ficar mais religiosas com a proximidade da morte".. eu mesmo pensei.. e não só eu..
Mas eis que nessa segunda.. lá.. naquele lugar cheio de gente buscando uma esperança.. cansados.. uma energia carregada que me lembrava a de um hospital.. (não gosto de hospital..), fiquei por duas horas lendo e esperando meu pai terminar, pois os acompanhantes não podem ficar lá dentro. Quis saber, no fim, o que tava levando ele até ali.. seria alguma espécie de conforto espiritual?
No carro.. na volta.. perguntei.. "você se sente bem vindo aqui, pai? Você acha que te ajuda?"
E ele me respondeu.. "Olha.. quando a gente chega.. e senta lá na sala.. com as outras pessoas que também tem câncer.. todo mundo junto.. querendo acreditar que algo vai melhorar.. e um fala.. ah, meu câncer regrediu.. ou estabilizou.. ou o médico sugeriu um novo tratamento.. ou qualquer coisa assim.. é um pouco como se cada um melhorasse um tanto.. faz bem.. a gente se anima.. se abraça.. circula uma energia vital.. um energia boa que contagia, anima..."
E aí eu vi que meu pai não tava ficando religioso de medo da morte.. mas é como se fosse uma terapia de grupo contra câncer.. uma questão de boas energias (que é uma coisa da qual eu nunca duvidei..) Não é um lance de Deus ou do além.. mas de pessoas.. de gente, achando vida até quando ela está se decompondo.. se desfazendo.. coisas coloridas de vidas que dão novos tons ao que desbota...

16 comentários:

HSLO disse...

Gostei do post viu....show.

Ego. disse...

...

a ti e ao teu pai o meu melhor desejo de vitória!
...
Salve, salve todos os orixás!!!

Cαmilα ♥ disse...

Acredito em energias... e creio que boas energias fazem coisas incriveis.
Que seu pai melhore! Good vibes para vocês!

Um beijo grande!
;)

Simple Me disse...

Incrível suas confissões, me passam uma verdade dura, mas real. E linda. Somos energia pura e vivemos em vibrações. Aó o fato de ele ter a consciência do quanto essas vibrações podem fazer o bem, já ajuda e muito no tratamento.
Quisera eu que me pai tivesse a mesma filosofia há 17 anos atrás, quando se foi...
O seu pai está no caminho certo. O dele. Da luz. É o que importa!
Sorte prá vocês!
Beijo grande!

forever disse...

Salve, Jorge!
De um tempo pra cá a palavra câncer tem aumentado de circulação. Infelizmente. Ela parece me cercar por todos os lados. E estive num hospital recentemente chamado Amaral Carvalho, na cidade de Jaú. Quando cheguei, fiquei com medo do que ia encontrar lá. Mas encontrei algo quase bonito de se ver, respeitando a contraditoriedade de tudo; gente com os olhos plenos de esperança e fé, com um sorriso estamapdo no rosto.
Força e fé a você e seu pai. As coisas mais inacreditavelmente impossíveis, são as mais surpreendentemente realizáveis! beijos

Luana Inaudita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tâmara disse...

Querido, na verdade o que cura é a fé..é o fato de entendermos que os meios terrenos ja nao sao mais instrumentos para salvar o nosso cancer.
E quando não há mais caminho pra ir...qualquer caminho que nos faça acreditar que podemos respirar mais um pouquinho... sera sempre um novo caminho...

Juliana Porto disse...

Também sempre fui dotada de um ceticismo. Até na hora de ser cética, duvidava. Até que um dia desejando tanto uma resposta, tive duas. A partir daí, mesmo sem religião, passei a acreditar na força superior, divina!
E é comprovado cientificamente que essas terapias têm o dom de melhorar a resposta imunológica do organismo. E então seja bem-vinda.
Muita luz, força no caminho dele e no teu.

Obrigada pela visita.

Nathália disse...

Seu pai é esperto.
Quanto mais feliz estiver uma pessoa, mais chance ela tem de se curar. E nada como conseguir boas energias com pessoas que acreditam que estão melhorando e que querem de fato melhorar.

Adorei.
Beijo!

Martinha disse...

E essas boas energias que vêm das pessoas são sempre mais vitais do que quaisquer outras. É essa a força de que o teu pai precisa para lutar cada dia.
Que corra tudo bem. :)

ÉRICA MARIN disse...

Talvez o que aproxime as pessoas não seja a morte, mas a vida. A mesma vida que deixamos passar todos os dias pela janela sem que pairamos para perceber.
O tempo esgota as possibilidades, mas nos traz mais sabedoria e sabor. Que as melhores energias existentes reinem em seu pai e o façam cada vez mais forte e corajoso.

Priscila Mondschein disse...

Lindo, Jorge!
Eu acredito em Deus, mas acredito que essas energias que transmitimos, que exalamos ou que recebemos é que nos curam!

Seu pai tá no caminho certo!

Beijão!

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!


Um xi-coração cheio de força!


Vai tudo correr bem...

beijinhos mil

Izabele disse...

Confesso que me emocionei...passado um instante, senti uma energia muito boa, muito limpa.
E a estou enviando pra vcs.

Larissa disse...

Poeta, te deixei um selo no meu blog, com todo o carinho. :*

Fi disse...

São momentos "pequenos" assim,
Que engrandecem aqueles que nos parecem tão grandes, que nem lhes vemos o fim...