segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Melhor post de outubro...


Mesmo em meio à tempestade
No olho do furacão
A vida segue boa aqui na cidade
Do planalto central
Afinal é carnaval
E festejar vira condição
De preferência no Pacotão
E trouxe o melhor post de outubro
Época em que faço aniversário
De boas energias me cubro
E como ando de festejos
Andei saindo com minha hermana
Saborosa criatura insana
A quem não canso de dizer desencana
Vai aproveitar teus desejos
E fazer correr o sangue rubro
Que pelo que vejo
É sempre um ensejo
Do que planejamos
Então vamos que vamos...


Pra minha irmã ou Por ser toda essa alvorada...


Quando Deus não me deu uma irmã
Subi lá no céu
Num incontrolável afã
E mesmo com minha veia pagã
Fiz um imenso escarcéu
Dizendo pro manda-chuva
Que faltava ainda uma luva
Pra caber na minha mão
Que já era mão de irmão
Mas que sentia a falta de uma menina
Pra ter toda minha estima
Uma do tipo que anima
Boa pruma prosa fina
Isso sem falar pruma boa diversão

Compreendendo a situação
Não é que o dito Senhor de Tudo
Mesmo tendo ficado estarrecido e mudo
Fez um sinal de eu te ajudo
E me mandou lá pro finado Estação
Na 109 sul
Onde com uns amigos de estudo
Encontrei uma mocinha toda cool
Que combinava bem com meu azul
E que também caçava um irmão

E foi ali sentados no chão
Escutando People are Strange
Que a gente se reconheceu
A irmandade aconteceu
Em meio à conversação
Ela tanto me apeteceu
Que tá aqui no peito guardada
Minha irmãzinha sagrada
Já depois de tanta estrada
Por ser grandiosa e espivitada
Por ser dançante, musical e tresloucada
Por ser alucinante, cachaceira, especial e animada
Por ser toda essa alvorada
Eu que agradeço
A companhia na jornada
Você não tem preço
E olha que ainda tamos no começo
Ainda há de haver muita mais irmandade a ser celebrada...

12 comentários:

Lara disse...

As músicas estão ótimas... Tô aqui sorrindo até dizer chega! ^^

Recordar é viver...

Boa tarde moço!

teoria disse...

Passando para deixar um beijo!

Ego. disse...

Abraço bom!!!
Obrigada, obrigada e salve!

Jacqueline disse...

irmão querido. certo está vc a dizer sempre "desencana!".
estou no caminho, meio tortuoso, como a vida é. risos
sou tão louca, mas cheia dos poréns. quero ser menos cheia de poréns.
amo você! e um abraço, daquele bem fraterno! pra sempre irmão meu.

obrigada pelo carinho. :)

:: rita :: disse...

"Que as chuvas são menores que a estiagem"

me faz suspirar... pensar!

volta ta... e deixa um cadinho mais de poesia, que a rita fica que acha bom! =)

Camila disse...

Realmente este post foi otimoooo!
Salve Salve sua irmã!

Beijos

Fi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fi disse...

Que bom que o todo-poderoso
Atendeu seu pedido
Pra te deixar assim, orgulhoso
No espelho do seu riso

Irmão é alma comum
Construção de amor
Um por todos, todos por um

É lindo esse sangue que pintaram
Até ter cor igual
E não são os apelidos que os separam
Que o vão fazer menos especial

Irmão é alma comum
Construção de amor
Um por todos, todos por um

E nesse encontro abençoado
Deram por vocês unidos
Num amor espelhado
Que vai alem dos pedidos

Irmão é alma comum
Construção de amor
Um por todos, todos por um

Por isso se foi pedido, não sei
Mas vi uma irmandade sem igual
E sei apenas o que pensei
Abençoado esse dom especial

Irmão é alma comum
Construção de amor
Um por todos, todos por um

Márcia(clarinha) disse...

Quantos melhores de todos os meses, agradeço o replay, gosto disso...

bom te ver outra vez
beijos

Priscila Mondschein disse...

Salve, Jorge, querido!
Gostei tanto do seu poema lá nos meus comentários, tanto, tanto, que acho que ele merece um post no meu blog de poesias... Ele será o poema de sábado!!!
Beijão!

Maria repleta disse...

figuraça...maior astral..coisa boa...por aqui...bjs

Mah disse...

eu fui
eu voltei

e a retrospectiva continua forme e forte aqui hein?

=)

saudades das palavras do jorge...

:*