terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Coisas ou 1o Melhor post de Setembro...

Salve salve pessoas.. por cá.. bem.. por cá está tudo na plenitude do possível e no limiar da apoteóse.. risos.. meu pai, como já dito, está 99%, resta agora ver como vai ser a radiologia, mas do jeito que vai, vai bem...

Hoje à tarde eu tomo posse na Fundação Educacional e daí a vida será 40h na Câmara pela manhã e 20h à noite na Fundação.. mas sabe como é né.. sonhos.. o que seria de nós sem eles.. pois esse sonho, eu componho, desde que era um moleque risonho.. sem saber dos moinhos, que azedava o vinho, que tinha tanta barreira pelo caminho.. daí que me apego ao sonho que componho desde moleque risonho para redefinir meu ninho, pra vencer todo e qualquer espinho, pra seguir com meu desalinho.. é nisso que minha vontade ponho.. num sonho...


Falando em sonho.. aí embaixo está o 1o melhor post de Setembro.. pois é.. vai ter mais que um, afinal eu que faço as regras.. pois então.. esse foi em homenagem e celebração da Dona Toop que fez o layout novo do meu blog.. ela sabe da minha gratidão e apreço por todo esse universo, toda essa entropia e todas essas revoluções por minuto que ela é... pois então.. vermelha com uma pintas pretas que nem joaninha...



Pra quem incendeia ou Doce acidez...



Pro meu azul
Tem muito vermelho
Um tanto invertido
Mas ao contrário do espelho
Vento sul
Sempre munido
De fina ironia
E de uma simpática antipatia
Que arroxa minhas cercanias
Com seus olhinhos de caos
Pura entropia
Impura pira
Incandescente
Indolente
E ainda por cima exigente
E põe exigente nisso
Fogueira
Que atiço
Como se fosse a derradeira
Incêndio incontrolável
Devastador
Mas inversamente adorável
Seja num sério labor
Ou falando besteira
Ela faz agradável a vista
De quem se equilibra
Na beira
Do abismo
E dista
Com ímpar fibra
Do autismo
Da maioria
Nem tanto pela fineza da ironia
Ou pela doçura da acidez
Que queima o que vem pelo caminho
Mas pelo talento em ser espinho
Em ser flor
Rubra cor de vinho
Onírica todo o momento Ela é um delírio
Como a morte
Forte
Maior que qualquer corte
Que qualquer martírio
Por isso que tento
E me reinvento
Pra que puxes assento
E assente
Aqui na frente
Pra gente finalmente
Poder encaminhar devidamente
Olho por olho
Dente por dente...

15 comentários:

faridah disse...

Gambarnya bagus dan penuh warna,Dont forget to comment back athttp://zrooglepic.blogspot.com

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!


Ai os sonhos...

e que linda imagem... Salve JORGE!!!


:)


beijinhos

p.s. quem dera ir aí no carnaval!

Ego. disse...

Adorei, senhor ritmista das palavras!rs...

"Sonho meu, sonho meu vai buscar quem mora longe sonho meu..."

Salve, salve meu rei!
Bjus e até*

• c disse...

No seu azul tam muito vermelho.

Anja Rakas disse...

Adorei meu rei.
Suas palavras tem um que de envoltura e envergadura comovente e aliciante.
Adorei saber que teus sonhos estão batendo tua porta...que teu pai ta quase quase...faltando pouco para de vez!!!
Saudades...de algo que não sei definir...saudades apenas.
Beijao desta rainha sem trono

Priscila Mondschein disse...

Olá, Jorge!
Que bom que seu pai tá melhorando... bola pra frente, né?

Adorei o poema, é delicado e forte, ao mesmo tempo, tem movimento, parece dançar!

Beijo!

Avid disse...

Hummm...cheio de asas o poema, delicado e completamente bem escrito.
Bjs meus

Emely disse...

Saudades daqui...

gostei de embalo dessa ciranda de cores e palavras...=)

e setembro eh meu mes preferido
=P

Fi disse...

Sonho permanente
É o que leva a gente
Na direcção da frente
Sempre
Que quando o homem sonha
Não há barreira que se oponha
Então imponha
Sempre
O cunho do sonhar
Que é ele que faz avançar
E põe a vida a pular
Sempre
Amacia o espinho
Que aparece no caminho
E leva teu desalinho
Mais próximo do menino
Que mora em seu ninho
Sempre

Tâmara disse...

Cabeludo, voce é todo sonho!!!!

Xêro no cangote!

Ale Danyluk disse...

Quando por aqui venho é sempre sonho que encontro,
Sonho sonhado, sonho desejado,
sonho almejado,e outros tantos...
Que a palavra tem poder você bem sabe, mas partilhar tudo isso é para poucos,
Que reine sob sua vida e a de todos os seus queridos muita luz, saúde e perseverança. Voce anda de pai dodói e eu ando de mãe dodói....mas no final tudo se ajeita.
Beijooooooooooo
Ale

PS : Lindas cores, o post coloriu o meu dia.

Bárbara M.P. disse...

Mas tú é muito audacioso mesmo, hein rapaz...


Beijos
Bárbara

Aline Dias disse...

Salve Jorge! Sempre com belas palavras que me encantam =)

Tamara Queiroz disse...

Ótimo começo, meio e fim.

Belíssima ilustração.

Adorei as palavras daqui.

PS: Cheguei até aqui acessando o blog da GURIA.

Guria disse...

Eu não sei o que seria do ser humano sem sonhos guri, na verdade eles são uma grande parte da gente... e quem não tem sonhos não tem vida. Simplesmente não seriamos nada x nada.

Bom estar por aqui, estava com saudades de ti.

Beijos grande poeta.