sábado, 18 de agosto de 2018

Atravessados



Ela veio
Bem no meio
Bem no seio
Com seu passeio
Sem seu passado
Mesmo que a cada passo dado
Tudo fosse deixado de lado
Era o corpo arranhado
O que importava
Que delirava
Pois da lira derramava
Jorrava lava
Quente
Rente
Que se sente
Entre a gente
E arrepia
Invadia
Vadia
Desvaria
Devorada
Demorada
De mãos safadas
As bocas dadas
E as almas
E as palmas
Sem ter calma
Sem ter trauma
Atravessadas

Nenhum comentário: