quarta-feira, 27 de julho de 2011

Lá e de volta outra vez...


Viajei
Sabe.. viajei
Mas viajei do mais profundo do verbo viajar
Daquelas que você quase não quer mais voltar
Viagem
Em que sobrou camaradagem
Tudo parecia miragem
E foi só o início
Capaz de virar vício
Curtir a queda e o precipício
Cultura
Pois se lá a vida também pode ser dura
No frio, a vivência pode ser mais escura
Mas tem tanto que compensa
Diferença
Tão imensa
Nas bicicletas
Ninguém precisa ser atleta
Só pedalar
E o sistema pode funcionar
Cada qual no seu lugar
Até eu posso fumar
Ou um cogumelo no Vondelpark tomar
Sem a ninguém incomodar
Parece fácil falar
Mas eu vi
E nessa taça muito bebi
Acho até que um pouco mais os olhos abri
Para as possibilidades
Das cidades
E muito mais na verdade
Tá certo que minha companhia era privilegiada
A cara metade
Os cumpadis camaradas
Não carece de mais nada
Em Amsterdam
Em Berlim
Em Paris
Ou em Barcelona...

2 comentários:

mafra disse...

inspiração que me vem
ao viajar em suas letras
nesse mundo careta
só resta a procura
de um jeito mais louco
pra distrair da labuta
pois viagem acrescenta
em quem tem olho pra ver
a beleza singela
de cafés e cigarros
a pé ou de bicicleta
o
mundo
muda
o
tempo
todo

A amizade sempre prevalece!!!

Valeu man!

Canto da Boca disse...

uma delícia... sei bem o e do que falas... eu adoro andar nas ramblas de barcelona seja a pé ou numa bicicleta...

;)