segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Faz tudo ficar infinito...

Pode ser em qualquer noite
Sem que se note
Vem um bote
Nessa corredeira rumo ao precipício
E te socorre
Te embriaga como um porre
O mais doce vício
De quando tudo parecia estar no início
Sereno veneno
E vai-se com o vento
Mesmo que curto momento
Há aquela paixão imbricada no movimento
No olhar
Que voltado pra dentro
Perde o centro
Centrífuga elipse de cachos
Desassossega o facho
De tão perdido me acho
E satisfeito tanto aceito que me deleito
Por tudo que arde no peito
E vive na memória
Mas daí é tanta história
Que eu nem sei por onde começar...

14 comentários:

renata carneiro disse...

perder-se também é caminho. acho que é só assim que a gente se acha!

um beijo.

Érica disse...

É tanta história, que ue também nem sei por onde começar.

Mas sei desse bote que socorre quando um pé já está pra fora, bem na hora, de cair do precipício e vem como uma mão que segura. Firme. E te põe de novo no chão.

Beijos

Luna Cortez disse...

eu só me acho quando me perco.
vivo me perdendo, me encontrando, e cheia de histórias.

Melanie B. disse...

Me vi como dona dos cachos, causando tao gostosa aperriaçao... Posso??!rs
Me vejo de tanto que adorei o poema!!!
BjO e
obrigada pelo comentario!!!!

Lilianne Mirian' disse...

- Prefiro me Perder e Deleitar...
Do que saber por onde começar..

Beijo Grande Meu Querido!

Fi disse...

Então n comece
Q é no silencio
Do q você emudece
Q o meu vicio
De te ler aquece
Me embriaga
E me apetece
Mais do q você diz
Mais do q você esquece
...

Meu porre desse momento
Acontece sempre nesse movimento
Sem q se note, vem nesse bote
Ainda q eu espere esse vento forte
Sempre me apanha forte no peito
E é aí q eu aceito
Q é quem cada surpresa
Q eu vejo tua real beleza...

renata carneiro disse...

deixei um selo pra você lá no canto!
beijo.

garotabossanova disse...

Adorei a imagem poética da elipse de cachos...Gosto de poemas assim de linguagem fluida e direta! Beijo!

Silvana Nunes .'. disse...

Salve, Jorge !
Em busca de leitores e de petrocínio para o meu blog, estou aqui para convidá-lo a conhecer "FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER...", em http://www.silnunesprof.blogspot.com
Professora e pesquisadora da cultura brasileira, acredito num mundo melhor com menos violência através do exercício da leitura e da reflexão.
O afeto e a educação continuam sendo o maior bem que podemos deixar para os nossos filhos. Com amor, toda criança será confiante e segura como um rei, não se violentará para agradar os outros e será afinada com o seu próprio eixo. E se transformará num adulto bem resolvido, porque a lembrança da infância terá deixado nela a dimensão da importância que ela tem.
Além disso, divulgar esse imenso país com suas belezas naturais e multiplicidades culturais têm sido outra de minhas metas, afinal ninguém pode amar aquilo que não conhece, não é verdade. Eu me apaixonei pelo Brasil aos 12 anos, depois de ler "O Auto da Compadecida", de Ariano Suassuna para fazer uma peça de teatro na escola onde estudava - Chicó foi o meu primeiro amor. Penso que falta ao povo brasileiro conhecer mais o seu país. Ultoimamente temos visto tantos escândalos na TV, dinheiro em mala, en cueca, em bolsa, escondidos até em meia...tanta gente passando necessidade e essa raça de políticos desviando milhões dos cofres públicos, deixando o povo a mercê da própria sorte. Uma total falta de respeito para com o seu país. Falta a essa gente o sentimento de pertencimento, afinal o Brasil ainda é o melhor lugar para se morar.
Bem, se você achar a minha proposta coerente, VAMOS TODOS JUNTOS NA LUTA POR UM MUNDO MELHOR.
Atualmente moro dentro de um pedacinho da Mata Atlântica, ruídos aqui só o canto dos pássaros, o Curupira,do Caruara, a Pisadeira ... vez por outra o Saci aparece aprontando das suas. Devido a localidade ser muito alta, o sinal que chega do meu 3G é muito precário, nem sempre posso estar online. Alé, disso tenho outro probleminha: os relâmpagos. Espero que compreenda as diversas limitações de quem escolheu viver no meio do mato e, na medida do possível, vou respondendo os e-mails que chegam e atualizando o meu blog FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
Se você ainda não o conhece, dê uma chegadinha por lá, é só clicar no link em azul. Deixe para mim o seu comentário.
Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre e que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010 que se inicia.
Saudações Florestais !
Silvana Nunes.'.

Maria Dias disse...

Salve Jorge!

Já faz tempo mas já nos conhecemos de um outro blog(de poesias)Entao estou voltando com as poesias novamente...E vc está convidado a aparecer no meu Ofertando flores tá?Aguardo vc por lá!rs...E com mais calma voltarei para trocarmos referencias!

Beijinhos

Desajustada disse...

ah, as vezes é meio dificil achar o começo meesmo, mas a procura é tão liinda.

Lara disse...

Se o prelúdio já ficou intenso assim, o que pode vir hein??
Fiquei curiosa.
Um bom ano p você moço...que a inspiração continue te acompanhando!

. fina flor . disse...

que bom que sejam muitas as histórias, 'a vida não vale nada se você não tem uma boa história para contar' [claufe rodrigues - da minha música Escreva sua história]

beijos e feliz 2010, querido

MM.

Menina_Mulher disse...

Salve!

Perder-se...quando for para se enontrar...vale a pena e faz tudo ficar infinito!

Beijos!

Wanessa